top of page

O MAIOR BRASILEIRO DA HISTÓRIA



Chico Xavier desencarnou em 30 de junho aos 92 anos de idade. Nossa justa homenagem a esse homem que inspirou milhões de brasileiros a olhar para a vida com fé, esperança e amor.

Numa época em que o Brasil está carente de exemplos de dignidade, honradez e amor ao próximo, devemos evocar em nossa memória a figura e a conduta de Francisco Cândido Xavier, um homem simples, feito a maioria dos brasileiros honestos, que nasceu em berço pobre, trilhou o caminho dos humildes e de forma modesta soube partilhar com imensa generosidade e sabedoria os ensinamentos que adquiriu no mundo espiritual. O nosso Chico Xavier nasceu na cidade mineira de Pedro Leopoldo em 2 de abril de 1910, e desde os quatro anos de idade já manifestava sinais de excepcional mediunidade.

Ainda criança provou das agruras da vida tornando-se órfão aos cinco anos com o desencarne de sua querida mãe, Maria João de Deus. E por contingência da penúria financeira em que se encontrava a sua família, se viu obrigado a morar na casa de sua madrinha, mulher severa e ignorante que lhe impunha rígidos castigos físicos e morais.

Mesmo assim, a personalidade de Chico Xavier apresentava um caráter inquebrantável – herança de outras vidas – incapaz de qualquer maldade ou de desobediência. E foi nessa época difícil que o menino Chico, sentindo a falta do amparo materno, conversava com o espírito de sua mãe: – “Mamãe, foi Jesus que mandou a senhora nos buscar? Ela sorriu e respondeu: – Foi sim, mas Jesus deseja que vocês, os meus filhos espalhados, ainda fiquem me esperando… Aceitei o que ela dizia, embora chorasse, porque a referência a Jesus me tranquilizava. (…)